15dez 2012

Especial Meredith Grey!

Postado por às em Dia a Dia, Taylor

Eu tenho certeza absoluta que não sou a única nesse mundo que ao ver a primeira foto da Taylor com a criaturinha mais fofa desse mundo, Meredith, quase teve um surto e vomitou arco-íris. Pois é, a gatinha conquistou o coração de muitos swifties! Portanto, esse post não é apenas dedicado à Meredith, mas sim aos gatos de sua raça. Vamos ver tudo, tudinho sobre essas bolinhas de pelo tão fofas!

Vamos começar pelo básico; Meredith pertence à raça Scottish Fold, uma raça originária da Escócia, e o nome significa “Dobra Escocesa”. Bom, vocês devem saber o por que! Já repararam nas orelhas dobradas da Meredith? É daí que vem o nome! Sem nenhuma causa especial, esses gatinhos têm a orelha dobrada após duas semanas de nascimento, graças à uma mutação espontânea.

O “wonderstruck” por esses gatos começou há alguns anos, em 1951, quando o fazendeiro escocês Willian Ross da cidade Coupar Angus – Escócia – encontrou na sua fazenda vizinha uma ninhada de gatinhos, entre eles, uma linda gatinha de orelhas dobradas chamada “Susie” que deu o que falar por lá! A mesma gatinha também deu a luz à outra ninhada, e dois dos seus filhotes herdaram a fofura das orelhinhas dobradas. Willian e sua esposa eram verdadeiros apreciadores de gatos, portanto, encontrar algo tão exótico foi o impulso para adotarem uma gatinha da ninhada de Susie, Snooks. E claro; Snooks tinha as orelhinhas dobradas.

Willian então resolveu contar com a ajuda do geneticista Pat Turner, louco para desenvolver uma nova raça de gatos que tivessem a dobra nas orelhas e apressou-se para registrá-la. Dos 76 gatos nascidos nos primeiros três anos do seu programa de desenvolvimento da raça, Ross conseguiu 42 com orelhas dobradas. Sua conclusão foi simples: se um dos progenitores fornece o gene das orelhas dobradas e outro contribui com a informação genética das orelhas levantadas, o resultado serão todas crias com orelhas dobradas! Mas também deixou claro que Scottish Fold não podem cruzar com um Scottish Fold, pois pode acontecer algum problema genético na orelha do gatinho, como deficiência óssea e nas articulações.

Bom, além de ser aparentemente fofa, Meredith também se mostrou muito carinhosa, brincalhona e inteligente, aprendendo aqueles truques que a nossa Taylor ensina! Pois bem; Scottish Fold além de esbanjarem beleza e fofura também aprendem muito rápido, e são considerados uma das melhores companhias para os humanos! Eles são meigos, carinhosos por natureza, possuem um comportamento afável e silencioso e ainda conseguem se adaptar a qualquer meio de vida; seja com uma grande família, seja com uma diva loira angelical (Taylor), seja alguém que passa muito ou pouco tempo fora… Enfim! Esses gatinhos podem ser tudo o que você quiser, mas claro, contanto que você os trate com muito carinho e atenção.

Ah, mas óbvio que esses gatinhos não são perfeitos e também precisam de alguns cuidados especiais! Em relação à alimentação, ela precisa ser a mais equilibrada possível, desta forma ele terá um lindo pelo like Meredith e não terá problemas no organismo! Mas o pelo também precisa ser escovado diariamente, já que são mais “frescos” com limpeza do que o normal. Em relação às vacinas, tudo têm que estar em dia (assim como os outros gatos, claro!). Ah! E se você está se perguntando se as orelhinhas dão algum problema de saúde, que nada! É apenas um charme a mais que nos faz nos apaixonar por esses nenéns. Mas toda beleza tem um preço, certo? Neste caso, é bem carinho.  O Scottish Fold custa cerca de R$3000 à R$5000. Pois é, né?

Conclusão após ler tudo isso: Sim, eu sei que você, assim como eu, quer sequestrar a Meredith.

Espero que tenham gostado desse especial sobre esses gatinhos que dão vontade de morder!

Beijos de uma eterna amante de gatos e até a próxima,

Marcella.

 

 

Deixe um comentário

Theme developed by Difluir - http://themes.difluir.com