26nov 2013

Especial: Motivos de ser um Swiftie

Postado por às em Evento, Taylor

SERSWIFTIE
 

Olá, swifties! Aqui é a Marcella! Bom, postei aqui poucas vezes, e na maioria postei coisas dando parabéns a algum querido dessa equipe maravilinda. Mas hoje voltei aqui pra colocar em prática uma postagem que tenho em mente há um tempo, e espero que ela sambe na cara dos haters. LET’S GO:

Atualmente, Taylor Swift é uma das artistas mais atingidas pela mídia, e, infelizmente, tem sido vítima de muitas fofocas. Não apenas vítima de brincadeirinhas com fotos chamando-a de vadia, galinha, rodada, etc; também vítima de sites, piadinhas de famosos em eventos em seus discursos. Parece que todos focam na quantidade de namorados que Taylor já teve (e parece que também acrescentam até atores de seus vídeos a esse número), mas esquecem de tudo que Taylor já fez.

Queridos, amigos, nenéns, amores da minha vida. Não vim aqui para reclamar da forma como Taylor é ridiculamente e injustamente insultada. Vim aqui para falar de um dos motivos que me torna swiftie.

Acho que muitos já perceberam, mas Taylor tem um grande coração, e sempre está envolvida em situações que incluam ajudar alguém, especialmente crianças/adolescentes que sejam vítimas de câncer.

Vou começar com a história que todo swiftie já conhece; Ronan Thompson.

0
 

(Sejamos sinceros; estes não são os olhos mais lindos que vocês já viram?)

Em setembro de 2012, Taylor participou do evento beneficiente Stand Up to Cancer, e se apresentou com uma música que emocionou todo mundo; “Ronan”. A música foi inspirada no blog de uma mãe – Maya Thompson – que havia perdido seu filho de apenas 4 anos para o neuroblastoma. A música conta com uma frase que já se tornou um “lema” swifite: “I love you to the moon and back.”, e é motivo de muitas lágrimas e orgulho.

 

Próxima história: A fofura da Lauren Hacker!

Lauren é uma menina de apenas 10 vítima do câncer que sempre sonhou em conhecer Taylor. Ela, a família e os amigos decidiram fazer um grande movimento nas redes sociais que levou Lauren a realizar seu sonho; a menina cantou uma “paródia” de “You Belong With Me”, chamada “Come See Lauren, Please”. O encontro de Taylor com a garota aconteceu, e foi a coisa mais linda!

1

 

Sim, ainda tem mais! Vamos para uma história pouco conhecida, que não foi exatamente um encontro.

Lembram do GRAMMY AWARDS? (Ah, claro que lembram! Haha). Então, lembram que Taylor usava uma pulseira de ametista? Aquela pulseira foi feita por uma criança vítima de câncer chamada Jaimin Kammerman Fletcher, com a ideia sendo lançada por Lorraine Schwatz. A pulseira vai ser leiloada para arrecadar dinheiro para instituições beneficentes (CNMC com “Gabriella’s Angel Foundation For Cancer Research”).

Aqui uma fotinho pra vocês se apaixonarem MAIS!

2
 

3
Próxima parada: Kayla Kincannon!

Kayla é uma jovem vítima de um tumor cerebral, que tinha o sonho de se encontrar com Taylor. E adivinhem? Esse sonho se tornou realidade! A hashtag #OperationGetKaylaToMeetTaylorSwift ficou durante bastante tempo nos trends do twitter, o que chamou a atenção de Taylor e sua equipe. As duas almoçaram juntas, e Taylor proporcionou a Kayla “O melhor dia da minha vida” – segundo a garota.

Nossa equipe traduziu vídeos entrevistas com ela. Vamos ver?

 

 

Hm, vejamos. Ah sim! Tem mais!

Que tal relembrar a história que comoveu muita gente? A história do garoto que foi convidado para ser o par de Taylor no CMA’s? Vamos lá: Kevin McGuire.
Kevin, um rapaz de 18 anos vítima de câncer, tinha o sonho de, nada mais nada menos, de ter Taylor como seu par no baile de formatura. Sua irmã então resolveu criar uma página do facebook, que acabou chegando à Taylor. O que ela fez? Pediu desculpas por não poder ir ao baile, mas convidou o rapaz para ser seu par no evento CMA’s. E é CLARO que ele aceitou! Mas, infelizmente, sua saúde fico debilitada no dia da premiação, e ele não pode ir. Porém, temos um final feliz nessa história: Neste ano, Kevin conseguiu ser o par de Taylor na premiação. Tem coisa mais linda?

4
 

Estamos chegando ao fim, e agora vou contar à vocês uma história que eu soube há “pouco” tempo.

Pergunta: Vocês já escutaram uma música antiga de Taylor, chamada “Gracie”? É considerada uma música rara, e tem alguns boatos por trás. Vou tentar explicar para vocês:

A versão 1, diz que havia um casal: Heather e James. Em 16 de setembro de 2003, eles descobriram que a filha deles, Gracie, de dois anos, havia sido diagnosticada com leucemia linfoblástica aguda. Gracie ficou no Hospital Infantil do Texas, em Houston, onde teve que fazer quimioterapia. Muitos tratamentos depois, a menina ficou bem. Dizem que a hoje ela é uma menina saudável!

A segunda versão é parecida. O casal James e Heather namoravam desde o colegial, e quando se casaram, tiveram uma filha chamada Gracie, que foi diagnosticada com Leucemia. A menina conseguiu se tratar, e hoje tem sete anos e está muito bem.

Sendo verdade ou não, essa se tornou uma das músicas preferidas de Taylor para mim. A letra é maravilhosa e fico toda arrepiada!

 

Para finalizar: Emma.

Não se sabe muito sobre ela, apenas que é a coisa mais linda desse mundo! Emma é uma menina de 7 anos, e seus pais alegavam que ela era uma vítima da Anemia de Fanconi, que sonhava em conhecer Taylor, e foi à Red Tour. Acabou que esta foi a melhor noite da vida dela, pois Taylor, durante “Sparks Fly”, tirou a menina da plateia e ficou um tempinho com ela no palco. Porém, mais tarde, descobriram que esse diagnóstico que os pais deram era uma farsa! Eles fizeram isso apenas para se aproveitar da situação, já que estava o maior repertório. Na verdade, a menina tem uma doença que apenas lhe faz cair os cabelos.

Mas mesmo a história da doença de Emma sendo uma farsa, Taylor não hesitou em ajudar seu sonho.

E me despeço de vocês com essa foto.

5
 

Acho que palavras não descrevem a felicidade que Taylor já proporcionou à essas pessoas, certo? Esse brilho no olhar que vemos nessa criança descreve tudo. Uma felicidade imensa, muita emoção e carinho. Taylor é o motivo de muitos sorrisos todos os dias, e muitas vezes recebe em troca apenas piadinhas ridículas sobre sua vida pessoal. E tudo isso mostrado aqui? Ah, queridos swifties. Isso é apenas a prova que “as pessoas jogam pedras em coisas que brilham”. Taylor é muito mais do que músicas sobre corações partidos, e nós sabemos disso muito bem.

Espero que tenham gostado desse resumão que fiz e que ele sirva como um HATERS GONNA HATE cheio de purpurina e unicórnios.

Um grande beijo,

Marcella. <3

Deixe um comentário

Theme developed by Difluir - http://themes.difluir.com