010~251.jpg
009~263.jpg
008~274.jpg
007~281.jpg

“Eu acho inútil odiar a Taylor”, Zara Larsson fala sobre Taylor Swift não ter se posicionado sobre a “Women’s March”

Postado por: Geovana
Categorizado em: Notícias

A cantora sueca Zara Larsson deu uma entrevista ao Newsweek Europe e falou um pouco sobre as polêmicas de Taylor Swift. Segundo ela, a dona do hit “Bad Blood” recebe muito ódio desnecessário e por isso ela mesma não expressa muito sua opinião em público.

Ela disse: “Eu acho inútil odiar a Taylor, como eu vi as pessoas a odiando por não ter ido à Women’s March. Eu sinto como, ok, isso é péssimo – você tem que colocar o seu dinheiro onde sua boca está. Mas isso realmente não é um problema pra mim. As mulheres estão sendo estupradas, espancadas, mortas, as pessoas LGBTQ estão sendo mortas por amarem quem elas querem amar e os muçulmanos não podem entrar na América porque são muçulmanos. Há tantos problemas acontecendo no mundo. Será que vale mesmo a pena se concentrar em Taylor Swift pra saber se ela é mesmo uma feminista ou não?”, refletiu.

Zara ainda fez certa crítica à Taylor:

“Eu gostaria que o feminismo dela fosse mais inclusivo – mais intencional, porque ela tem muitos seguidores e isso pode fazer uma grande diferença. Ela está sendo gentil em todos os assuntos, porque eu acho que ela não quer pisar no pé de ninguém. Ela poderia ter apoiantes do Trump que são seus fãs, e talvez ela não queira ofendê-los. Ela é tipo, ‘Sim, feminismo!’, Mas, na verdade, ela diz alguma coisa, talvez, desde que sua intenções sejam boas”, completou.

Atualmente Taylor Swift foi criticada por não se posicionar sobre a “Women’s March”, manifestação que luta contra decisões sexistas do presitente Donald Trump.

Fonte: Portal Pop Line